Suco: Natural ou de Caixinha?

Como escolher o alimento que vai na lancheira do seu filho? Suco natural ou o de caixinha?

 

Com a volta às aulas, surge uma grande dúvida para os pais na hora de montarem uma lancheira escolar saudável e adequada para seus filhos A alimentação infantil deve suprir as necessidades nutricionais da criança para adequado crescimento e desenvolvimento e garantir qualidade de vida em curto, médio e longo prazo. E como garantir para a criançada uma alimentação adequada na escola? Aqui vão algumas dicas importantes para assegurar a qualidade do lanche realizado na escola.

A seleção deve agradar as crianças, mas precisa ter valor nutritivo e não trazer calorias em excesso. Na prática, a lancheira ideal é aquela em que nãoentram refrigerantes e bebidas açucaradas, como sucos industrializados, ou ainda biscoitos recheados e salgadinhos. O que devemos colocar na lancheira?

  • Um líquido: Com relação as bebidas, os sucos naturais de fruta feitos na hora são os melhores. Dê preferência a não coar e não adicionar açúcar. A polpa congelada perde alguns nutrientes, mas ainda é uma opção melhor do que sucos artificiais, em pó ou em caixinha e aqueles processados com muito açúcar, como os néctares de fruta.

Outras opções para aumentar a variedade das bebidas são: água, chás e água de coco.

  • Uma fruta: frutas cortadas como abacaxi, melão, melancia, mamão, morango, uva entre outros que não ficam machucados ou escurecidos no transporte. E até mesmo uma salada de frutas com um pouco de suco de laranja para não escurecer. Para as frutas mais sensíveis como a banana, pera, maçã, caqui etc, enviar a fruta inteira.
  • Um carboidrato e uma proteína: Biscoitos integrais, de coco, maisena, bolacha água e sal, cereais integrais ou corn flakes, pães de forma e bisnaguinhas integrais e tradicionais, barra de cereal, sanduiche com geleias 100% fruta, sanduiches/wraps com queijo branco, tomate e alface.

DICAS

  • Deixar a criança escolher um dia da semana para levar algo diferente para o lanche, dando preferência para o meio da semana, para intercalar com o final de semana;
  • Nunca coloque o pacote inteiro de biscoito ou bolacha, 4 ou 5 são suficientes evitando assim de correr o risco de a criança comer além do necessário;
  • É preciso colocar na lancheira alimentos que possam ser mantidos à temperatura ambiente, sem riscos de se deteriorar e contaminar a criança. Tome muito cuidado com lanches que necessitam de refrigeração. São alimentos fáceis de estragar, portanto verificar se a escola possui um refrigerador para armazenar o lanche, caso contrário não envie estes tipos de lanches (frios e laticínios de maneira geral);
  • As geléias de frutas e polenguinho são boas opções de passar no pão por não precisarem de refrigeração;
  • É mais fácil mudar os hábitos alimentares se isso for feito gradativamente. Se a criança está habituada a tomar refrigerante diariamente, combine com ela para diminuir o consumo para três vezes por semana, depois para duas vezes, até chegar a uma vez por semana (um copo de 200 ml);
  • Além da fruta é necessário levar outra opção de carboidrato que são responsáveis pela energia. Coloque na lancheira pães integrais, bisnaquinha integral, barras de cereais, biscoitos integrais, pode utilizar os tradicionais e os integrais alternadamente apenas para diversificar;
  • Os achocolatados possuem muita gordura e açúcar. Evite colocá-los todos os dias na lancheira.

Lembrando que lanche não é uma refeição MENOR, pois devemos nos lembrar que se a criança comer muito lanche ela não fará uma boa refeição no almoço/jantar. Portanto enviar em quantidade moderada e controlada de acordo com o peso e a idade da criança.